Psicoterapia
No Laboratório de Pânico e Respiração são desenvolvidos diversos estudos na área de psicoterapias, tendo como base o enfoque cognitivista comportamental. Os projetos têm como objetivo desde a testagem da eficácia de técnicas já amplamente conhecidas na literatura até a elaboração de protocolos inéditos.



  • Efetividade da Abordagem Cognitivo-Comportamental para Transtornos Ansiosos


  • Pesquisador: Fernanda Corrêa Coutinho de Souza
    Colaboração: Bernard Pimentel Rangé
    Orientadores: Antonio Egidio Nardi; Adriana Cardoso Silva




    Investigar a eficácia da abordagem cognitivo-comportamental em pacientes com transtorno de ansiedade generalizada a partir de um teste transcultural com foco na redução da intolerância à incerteza. 2. Avaliar a eficácia da terapia cognitivo-comportamental e da técnica de relaxamento para pacientes com TAG. 3. Comparar os tratamentos (TCC e relaxamento) 3. Fazer avaliação de seguimento com 30 e 60 dias.

    Palavras-chave: terapia cognitivo-comportamental, relaxamento aplicado, transtorno de ansiedade generalizada, preocupação excessiva, tratamento.





  • Tratamento Cognitivo-Comportamental para Compras Compulsivas: Construção e Validação de um Protocolo de Atendimento


  • Pesquisadora: Priscilla Lourenço Leite
    Colaboração: Bernard Pimentel Rangé
    Orientadora: Adriana Cardoso Silva




    A partir da revisão de literatura sobre o transtorno do comprar compulsivo, pretende-se ampliar a compreensão acerca do transtorno, buscando alternativas diagnósticas, de mensuração, prevenção e tratamento desta desordem. O objetivo do presente projeto é elaborar um protocolo estruturado de atendimento em grupo, sob o enfoque da terapia cognitivo-comportamental, para a compra compulsiva e investigar a eficácia do tratamento na redução de sintomas depressivos, ansiosos e diretamente relacionados ao controle dos impulsos em pacientes diagnosticados com transtorno de compras compulsivas.





  • Terapia Cognitivo-Comportamental para Pacientes com Artrite Reumatóide.


  • Pesquisadores: Natalia Pinho Ribeiro
    Orientadores: Adriana Cardoso Silva; Antonio Egidio Nardi.




    Elaboração de protocolo de atendimento no enfoque cognivista comportamental para pacientes com artrite reumatoide.





  • Papel do Exercício Físico no Tratamento Cognitivo-Comportamental do Transtorno do Pânico


  • Pesquisadora: Aline Sardinha; Rafael Freire
    Orientador: Antonio Egidio Nardi




    Este projeto é composto de uma coleção estudos, com os seguintes objetivos específicos:
    • Pesquisar a associação entre ansiedade e fatores metabólicos, psicológicos e comportamentais de risco cardiovascular
    • Pesquisar a associação entre participação em um programa de exercício físico e manifestações patológicas de ansiedade em pacientes coronariopatas
    • Pesquisar a associação entre níveis de atividade física e ansiedade cardíaca em pacientes com Transtorno do Pânico, de modo a propor estratégias terapêuticas especificamente voltadas para a diminuição do sedentarismo nesta população.
    • Pesquisar o impacto da participação em um programa de exercício físico na resposta terapêutica de pacientes com Transtorno de Pânico tanto em relação à frequência e intensidade dos ataques de pânico quanto em aspectos específicos da psicopatologia do transtorno, como a ansiedade cardíaca, as manifestações autonômicas, a sensibilidade à ansiedade e a evitação fóbica
    • Pesquisar as características específicas das manifestações de ansiedade em pacientes com Transtorno de Pânico durante as sessões de exercício físico aeróbico
    • Pesquisar o impacto da ansiedade na resposta fisiológica de pacientes com Transtorno de Pânico a um teste cardiopulmonar de exercício
    • Validar a versão traduzida do Questionário de Ansiedade Cardíaca, avaliando sua estrutura fatorial e suas propriedades psicométricas






  • Terapia Cognitivo-Comportamental na Interface entre Transtorno de Pânico e Sintomas Cárdio-Respiratórios e Vestibulares


  • Pesquisadora: Aline Sardinha
    Orientador: Antonio Egidio Nardi




    O Transtorno de Pânico (TP) é caracterizado por um conjunto de sintomas autonômicos de ansiedade que ocorrem de maneira súbita e na ausência de uma ameaça identificável. Os pacientes com TP apresentam grave sofrimento e restrição de funcionalidade devido ao medo da ocorrência e das conseqüências destes sintomas. A terapia cognitivo-comportamental (TCC) deste transtorno passa pela educação do paciente de que os sintomas experimentados são uma reação natural do organismo e que não apresentam conseqüências perigosas para sua saúde. Entretanto, no caso de pacientes que apresentam TP em conjunto com outra condição clínica, como doenças respiratórias, cardiovasculares ou vestibulares, tal informação não se verifica verdadeira. Estes experimentarão sintomas de ansiedade associados aos da doença e apresentarão dificuldade em distingui-los. A ocorrência de ataque de pânico (AP) pode piorar tanto o curso e prognóstico do tratamento da condição clínica anterior, como potencializar seus efeitos nocivos à saúde. Esta dissertação é composta de cinco artigos, cujo principal foco é entender como os AP se relacionam e podem agravar o quadro clínico e contribuir para um pior prognóstico de pacientes cardiopatas, com doenças respiratórias ou com lesões vestibulares. O primeiro artigo é um relato de caso de um paciente com vertigem postural fóbica tratado com TCC e medicamentos. O segundo é uma revisão sistemática da literatura acerca das manifestações respiratórias do TP e da sua relação com doenças respiratórias. O terceiro artigo é uma revisão sistemática das evidências mais recentes acerca do impacto cardiovascular negativo da ansiedade e do TP. O quarto e o quinto artigos consistem na tradução e adaptação transcultural para a população brasileira de dois instrumentos psicométricos, o Questionário de Atividade Física Habitual, e o Questionário de Ansiedade Cardíaca. Concluiu-se que a TCC deve ser adaptada no tratamento desta população, de modo a atenuar os efeitos nocivos dos AP, bem como a contribuir para mudanças de estilo de vida que diminuam os riscos da associação entre doença e pânico para a saúde do indivíduo. A prática de exercícios físicos pode ser um potente aliado na redução dos danos causados pela comorbidade, bem como no tratamento de ambas as condições. Recomenda-se que seja foco da TCC com estes pacientes a promoção da prática de exercícios físicos. Os dois instrumentos adaptados podem auxiliar na avaliação da ansiedade relacionada aos sintomas cardiovasculares e do grau de restrição da atividade física realizada pelo indivíduo de forma geral.





  • Terapia Cognitivo-Comportamental em Grupo com Protocolo Transdiagnóstico


  • Pesquisador: Ana Claudia Ornelas Maia
    Orientadora: Adriana Cardoso Silva




    Ensaio Clínico para avaliação de eficácia do protocolo transdiagnóstico.


    Participe de Nossas Pesquisas
    Caso queira participar de alguma de nossas pesquisas, a triagem do LabPR funciona no CIPE Antigo do Instituto de Psiquiatria da UFRJ (IPUB).

    Saiba +

    Lançamento do Livro: Transtorno Bipolar
    Caso queira participar de alguma de nossas pesquisas, a triagem do LabPR funciona no CIPE Antigo do Instituto de Psiquiatria da UFRJ (IPUB).

    Saiba +
    Lançamento do Livro: Transtorno Ansiedade Social
    Novo livro da série Teoria e Clínica, uma parceria entre a Artmed Editora e a Associação Brasileira de Psiquiatria, reúne destacados autores nacionais das áreas de clínica, ensino e pesquisa para abordar o transtorno de ansiedade social.

    Saiba +
    © 2012 LABPR - Todos os direitos reservados
    Oberdan de Abreu Araujo | Raphael Oliveira e Oliveira